ANA PAULA AZEVEDO DE AVIZ - CRT 46305
Terapeuta Holística

TRISTEZA OU DEPRESSÃO

Postado por ANA PAULA AZEVEDO DE AVIZ (46305) em 01/12/2011 às 21:22
Novidades >>

A depressão está sendo considerada a doença do século. É uma doença que se caracteriza por afetar o estado de humor da pessoa, deixando-a com um predomínio anormal de tristeza.
A depressão é uma alteração dos mecanismos de neurotransmissor do cérebro e, é uma combinação de fatores biológicos, genéticos e psicológicos. É uma predisposição por fatores hereditários, não sendo genética (como a cor dos olhos, por exemplo).
Algumas situações podem causar ou favorecer o surgimento da depressão, tais como: experiências de vida: separação, problemas financeiros, doenças severas ou crônicas.
Como distinguir depressão do sentimento de tristeza natural? De uma maneira geral, a depressão é a tristeza permanente, que não passa, e que muitas vezes parece não ter um motivo determinado.
É natural que, em momentos de grande tristeza, as pessoas sintam um grande desânimo diante da vida. É comum o sentimento de tristeza diante da perda de um ente querido, pelo fim de um relacionamento, pela perda de um emprego. Sofrimento não significa depressão. Normalmente, a tristeza é vencida após um período de luto, e a vida recomeça logo a seguir. Quando isso não acontece podemos considerar tratar-se de um caso patológico e devemos procurar um psiquiatra e psicólogo para nos conduzir ao tratamento adequado.
Embora os sintomas da depressão variem muito, alguns são comuns a quase todas as pessoas que sofrem deste mal. Vejamos alguns sinais e sintomas: humor deprimido ou irritável, alteração da libido, perda de interesse ou do prazer por atividades que antes eram agradáveis, mudanças súbitas no apetite ou no peso corporal, insônia ou necessidade de sono aumentada, sensação constante de fadiga, sentimentos freqüentes de menos valia ou culpa, dificuldade de concentração, pensamentos freqüentes sobre morte ou suicídio.
É importante informar que não precisa apresentar todos esses sintomas para ter depressão. Os sintomas irão variar de pessoa para pessoa.


Os florais de Bach podem auxiliar no tratamento. Eles podem ser utilizados tanto se a pessoa estiver passando por um período de tristeza natural quanto por uma depressão. No caso da tristeza, diante de uma situação de perda, por exemplo, o floral irá ajudar atuando no estado emocional, trazendo a pessoa de volta ao recomeço. Irá atuar como um facilitador na elaboração do problema.
Já diante do caso de depressão, irá ajudar de forma complementar ao tratamento psiquiátrico e psicológico. Proporcionará que o paciente se mostre mais receptivo ao tratamento, encorajando-o a solucionar o problema.
O objetivo do floral é trazer de volta o estado original de harmonia entre a personalidade e a alma.

- GENTIAN - Trata a tristeza, o desânimo por uma causa conhecida; trata a depressão profunda, igualmente conhecida por melancolia, tristeza profunda;
- GORSE - Trata a desesperança. O desânimo muito grande. Restitui a perseverança, a resistência e a vitalidade;
- MUSTARD - Trata a tristeza ou melancolia profunda, sem causa conhecida: melancolia que aparece e desaparece sem motivo;
- STAR OF BETHLEHEM - Para tratar efeitos posteriores a um choque, um trauma. O indivíduo fica inconsolável. O star é o grande consolador da alma;
- HONEYSUCKLE - O indivíduo vive no passado: tristeza do passado;
- OLIVE – Tristeza, falta de energia, física e mental. A pessoa sente-se sem forças. O olive é energizante;
- WILD ROSE - Resignação, apatia. O indivíduo não expressa nada. É apático. O wild rose restitui a força vital e a vontade de viver.

IMPORTANTE: O FLORAL DEVE SER PRESCRITO POR UM PROFISSIONAL, QUE POSSA AVALIAR ATRAVÉS DA ANAMNESE O QUE MELHOR CONVÉM UTILIZAR.


Voltar